Make your own free website on Tripod.com

Página inicial           Fale Conosco

Pesquisas Escolares

*Ciências
*História                               
*Geografia
*Português
*Matemática
*Curiosidades Matemáticas

Apostilas

*Word
*Excel
*Power Point
*Conceitos básicos
*Corel Draw 
*Accsess

Dicas de jogos
*Psone
*Playstation2
*Nintendo 64
*Xbox

*Ilusões de ótica

Jogos on-line

*Jogo do pingüim

 

                            Catarata

A catarata atinge metade das pessoas entre 65 e 75 anos de idade e pode levar à cegueira, mas o tratamento cirúrgico, com posterior uso de lentes apropriadas, quase sempre tem excelente resultado.
Doença que consiste na opacificação - perda de transparência - do cristalino, a catarata se manifesta pela perda progressiva da visão. Isso ocorre porque o cristalino funciona como uma lente, cuja curvatura se modifica por ação do músculo ciliar, para permitir a formação de imagens nítidas na retina.
Quando se torna opaco, o cristalino tem de ser extirpado, já que não se conhece nenhum medicamento capaz de restituir-lhe a transparência. Uma das complicações que podem ocorrer na cirurgia é a perda do vítreo, massa gelatinosa transparente que ocupa o espaço entre o cristalino e a retina. Se a perda for extensa, pode acarretar o deslocamento da retina ou a perda do olho.
A catarata pode ser congênita (as hereditárias e as provocadas no feto por doenças da mãe, como a rubéola) ou adquirida. Neste caso podem originar-se de certas moléstias, como a diabetes melito, ou do efeito de drogas como dinitrofenol, naftaleno e fenotiazidas. Algumas doenças do olho, como a uveíte e o glaucoma, e as lesões traumáticas ou a destruição de tecidos por efeito de radiações ionizantes, como os raios X, também podem provocar catarata. Em geral as cataratas são bilaterais, mas podem evoluir diferentemente em cada olho. Os principais sintomas são: diminuição da acuidade visual, visão de círculos brilhantes em torno de focos luminosos e alteração nos valores das cores.